Header Blog do Max

   

 Dimerizadores: diferenças entre lâmpada halógena e LED

Dispositivo de controle de intensidade funciona com ambas lâmpadas

A instalação de dimerizadores, aqueles componentes de controlam a intensidade luminosa de uma lâmpada ao ser girado, já é bastante comum com lâmpadas halógenas, mas ainda existem muitas dúvidas quanto ao seu uso com lâmpadas LED e é exatamente isso que você vai aprender.

Os modelos mais antigos de dimmer foram projetados para trabalhar com as extintas lâmpadas incandescentes e agora funcionam melhor com as halógenas. Esses dimerizadores usavam um potenciômetro, também chamado de resistor ajustável, para controlar o brilho da lâmpada. 

Como o próprio nome diz, os resistores são componentes capazes de “resistir” e dificultar a passagem de corrente elétrica. Como os potenciômetros são resistores ajustáveis, eles conseguem mudar a capacidade de resistência, alternando o caminho que a corrente elétrica fará dentro do dispositivo. Dessa forma, quanto maior for o caminho a ser percorrido dentro do resistor, mais energia será perdida na forma de calor e menor a tensão que chegará na lâmpada. Quanto menos tensão, menos luminosidade e aí temos o funcionamento dos dimerizadores que funcionam bem com lâmpadas halógenas.

Já com as lâmpadas LED esse tipo de projeto pode não funcionar. Nesse caso, o dimerizador não limita a corrente, mas sim liga e desliga o circuito sempre que a corrente muda de direção seguindo a escala de onda senoidal. Dessa forma, a baixa tensão diminui a luminosidade da lâmpada.

Ao dimerizar lâmpadas LED, devemos levar em consideração alguns pontos:

  1. A lâmpada deve ser dimerizável - essa informação aparece na embalagem da lâmpada.
  2. O dimerizador deve ser compatível - esta especificação você também encontra na embalagem ou no manual.

A instalação do dimerizador é muito simples, idêntica à de um interruptor: Primeiro ligamos a fase no conector ou cabo indicado pela letra L ou F, isso vai depender da marca e modelo do seu dimerizador. Depois, conecte o cabo de retorno que vai para lâmpada ao conector que sobrou no dimmer, ali é a saída de energia do dimerizador para a lâmpada.

O total controle da intensidade luminosa pode auxiliar em diversos projetos, deixando ambientes mais intimistas, auxiliando na decoração e na economia, uma vez que a luz pode ficar baixa sempre que não for necessária. 


assinaanewsletter          seloobraecompromisso       facebook instagram youtube