Header Blog do Max

   

 Sem sombra de dúvida, deveríamos usar sistemas de aquecimento solar (SAS)

O Brasil é o país que mais recebe irradiação solar em todo o mundo. Por estar localizado próximo à linha do Equador, o país recebe alta incidência de sol durante todo o dia, com pouca variação ao longo das estações do ano, em função das características de translação do planeta. Segundo o Atlas Brasileiro de Energia Solar, o país recebe, durante todo o ano, mais de 3 mil horas de brilho do sol.

A irradiação ou energia solar pode ser utilizada ou convertida em duas formas para utilização: energia térmica (SAS) – aquela utilizada para a geração de calor ou aquecimento, de água, por exemplo, para banho, piscina, etc – e energia fotovoltaica (FV) – utilizada para a produção de energia elétrica.

Para se ter uma ideia, a Alemanha, que é o país que mais explora a energia fotovoltaica em todo o mundo, recebe aproximadamente 40% menos luz solar em sua região de maior potencial, em comparação com a incidência brasileira. Mesmo assim, a energia solar ainda é pouco aproveitada no Brasil, correspondendo a pouco mais de 0,02% da nossa matriz energética.

Atualmente, o estado brasileiro que mais aproveita e utiliza a energia solar é Minas Gerais.

Um Sistema de Aquecimento Solar da Água (SAS) é formado por placas coletoras, reservatório de água, também chamado de boiler, e outro reservatório ou caixa d'água para abastecimento do sistema.

O princípio básico de funcionamento de um sistema de aquecimento solar (SAS) é a transferência de calor, ou seja, o sol incide sobre as placas coletoras e estas se aquecem e trocam calor com a água que circula pelos tubos em seu interior, que é armazenada no boilerjá aquecida. A água quente é mais leve e menos densa do que a água fria e, por isso, as duas não se misturam dentro do boiler. Antes disso, ainda nas placas coletoras, pela diferença de densidade, à medida que a água é aquecida, esta circula para a parte superior dos coletores até chegar ao reservatório.

Podendo ser totalmente customizado para atender as necessidades de uma residência, empresa, hotel, clube, ou qualquer edificação que necessite de um sistema de aquecimento de água, o sistema pode conter acessórios e características diversas, como circulação natural ou termossifão; circulação forçada; alta pressão; baixa pressão; integrado ou misto; automatizado; etc.

Sem sombra de dúvida – e vale o trocadilho – o sol é um recurso natural abundante no Brasil e uma fonte renovável e infinita de energia, que podemos e devemos aproveitar melhor, uma vez que, além de contribuir para a preservação do meio ambiente, também pode reduzir consideravelmente os gastos com energia elétrica para aquecimento de água, sendo uma tecnologia de baixo investimento inicial, baixos nível e custo de manutenção, e com retorno do investimento.

assinaanewsletter          seloobraecompromisso       facebook instagram youtube