Lista de materiais de construção

A lista de materiais de construção é um instrumento essencial no momento de construir ou reformar. É uma das bases do planejamento de uma obra e serve para guiar os materiais necessários, custos relacionados e mesmo restrições.

Além de direcionar o processo de compras dos materiais, a lista evita com que o responsável pela obra esqueça de algum item e precise comprá-lo em cima da hora.

É um risco considerável, visto que muitas vezes as lojas podem não possuir os devidos estoques, o que limita as escolhas e pode até impactar nos custos.

Você pode fazer uma lista de materiais de construção completa seguindo algumas dicas bem simples, a fim de melhorar seu nível de entrega aos clientes.

Que tal entender tudo sobre o assunto?

Criamos um guia completo para ensinar você a fazer uma lista de materiais de construção para seu cliente, ajudando você a organizar a obra, reduzir custos e conquistar a fidelidade do cliente. 

Vamos lá?

Leia também: Telhado: o GUIA COMPLETO sobre o assunto!

Como montar uma boa lista de materiais de construção

O primeiro passo antes de tomar qualquer ação é se organizar, certo? No caso de uma obra, seja para construir ou reformar, não é diferente. Nesse ponto, a lista de materiais de construção faz toda diferença.

Porém, há de se pontuar o seguinte: existem listas e existem boas listas de materiais.

Na hora de criar uma lista, qual delas você quer saber fazer? Se você está mirando na "boa", está no lugar certo.

Uma boa lista de materiais de construção faz mais do que simplesmente listar os itens e suas quantidades.

Na prática, é um instrumento que facilita a gestão da obra, bem como sua própria execução.

Então, independente de quais materiais forem (dos mais básicos aos mais raros) é essencial criar uma boa lista para poder guiar esse processo de pontapé inicial da obra.

Separamos algumas dicas a seguir, confira!

Identifique qual o tipo de obra será realizado

Antes de qualquer coisa, o básico: qual o tipo de construção que o cliente vai fazer?

A dúvida é pertinente, pois a lista de materiais pode mudar conforme o objetivo da obra: seria uma construção do zero ou uma reforma?

Caso a obra parta do zero, você já vai saber que precisará indicar materiais estruturais para sua edificação, bem como de vedação, impermeabilização e proteção dos ambientes.

No caso da reforma, será necessário saber exatamente o que o cliente pretende reformar e como.

Para simplificar, já tenha em mente (e, se possível, em estoque!) materiais para:

  • Estrutura;
  • Alvenaria;
  • Cobertura;
  • Acabamento.

Existe algum elemento de projeto que aumenta os custos?

Existem algumas escolhas arquitetônicas ou estruturais que impactam de maneira significativa nos custos, operações e nos materiais utilizados em uma obra.

Por isso, é essencial entender cada detalhe sobre o serviço antes de criar a lista de materiais de construção.

Por exemplo, fique atento nas seguintes alterações que podem influenciar no custo e na composição da lista:

  • Parede de tijolo deitado: como o nome indica, nesse tipo de parede, o tijolo é posicionado na posição vertical. É uma boa solução para garantir melhor eficiência térmica, mas exige uma quantidade maior de tijolos.
  • Colunas de sustentação: elementos estruturais indispensáveis, as colunas de sustentação não levam apenas cimento em sua composição, mas uma boa quantidade de aço.

Faça orçamento com mais de um profissional especialista parceiro

Faça mais de um orçamento para lista de materiais de construção

A missão de fazer uma boa lista de materiais de construção pode trazer várias recompensas ao seu negócio, inclusive fortalecendo sua conexão com outros profissionais.

Por isso, procure sempre manter alguns contatos de especialistas como parceiros, capazes de ajudar no momento de fazer a lista.

A contribuição deles pode ir além do fator preço, impactando também na qualidade, durabilidade e agilidade da obra.

Fazer lista para o cliente x Incluir o preço dos materiais no valor do serviço: qual fazer?

Uma dúvida que vários comércios e mesmo prestadores de serviço da área de construção e arquitetura possuem é se é melhor fazer uma lista de materiais e entregá-la ao cliente ou se vale a pena simplesmente incluir o preço dos materiais no valor final do seu serviço?

É uma boa pergunta, porque diz respeito a apresentar o valor referente ao seu serviço (como a criação de um projeto arquitetônico).

A dica é simples: pergunte ao seu cliente o que ele prefere!

Muitos clientes querem colocar a mão na massa e gerenciar cada aspecto possível da obra. Outros buscam por alguém que faça o trabalho por eles, mitigando qualquer incomodação.

No primeiro caso, a recomendação é explicar claramente para o cliente sobre os nomes dos produtos; afinal, diversos itens de construção e reforma possuem apelidos ou denominações regionais que podem dificultar a busca para quem não entende do assunto. Portanto, lembre-se que o seu cliente, geralmente, não é um especialista na área e facilite ao máximo esse momento de compra. 

Por outro lado, caso seu jeito de trabalhar envolva se responsabilizar pela lista, fazendo você mesmo a compra dos itens, explique seu modo de trabalhar para o cliente.

Afinal, você irá repassá-lo todos os custos, marcas e quantidades já na hora de aprovar a lista de materiais.

É uma forma de tranquilizá-lo quanto à conduta do serviço.

Outro ponto é ressaltar a qualidade da loja parceira, evidenciando seus preços competitivos, a variedade de marcas, o cuidado com os produtos e todo suporte oferecido.

Cuidados ao montar uma lista de material corretamente

Cuidados ao montar lista de materiais de construção

A lista de materiais de construção é um documento teoricamente simples, mas cujo processo de desenvolvimento depende de alguns cuidados específicos.

Que tal conhecer alguns dos principais para evitar deslizes que atrapalhem a prestação do seu serviço, bem como diminuam a qualidade da entrega?

Confira os pontos que trouxemos:

Indique mais de uma opção de marcas quando possível

Uma boa lista de materiais de construção passa por um fato: ela dá a possibilidade de escolha ao cliente. 

Desse modo, sempre que possível, indique mais de uma marca para ele escolher na hora da compra.

Essa indicação pode ter vários motivadores por trás, como uma opção de nome mais famoso no mercado e uma mais apropriada para um orçamento menor, por exemplo.

Ou dois nomes de marcas concorrentes, cujos produtos estejam à altura em vários quesitos (durabilidade, apelo estético, etc).

Claro, tudo vai depender da forma que você trabalha e presta seu serviço, mas é importante dar o poder de escolha ao cliente.

Inclua o máximo de informações

Em uma boa lista de materiais de construção, detalhes fazem toda a diferença, especialmente para evitar erros na hora de comprar os itens.

Especialmente em casos onde é o cliente quem vai fazer a compra, procure caprichar na descrição dos detalhes. Quais? Bom, comece por:

  • Nome do produto;
  • Volume;
  • Dimensões;
  • Quantidade;
  • Cor de acordo com catálogo da fabricante;
  • Nome da marca (se possível indicando a preferencial).

Outra informação importante são os complementos que devem ser destacados para o cliente. Comprou cimento? Não esqueça os aditivos; se precisa de tinta, garanta os acessórios também; e assim por diante.

Uma compra completa garante mais praticidade na obra.

Cuidado com a quantidade

A questão das quantidades em uma lista de materiais de construção tem uma enorme importância, é por isso que você deve esclarecer todos os pontos antes de aprovar a lista para que as compras comecem.

Procure saber do cliente: ele terá espaço suficiente, com estrutura adequada e segurança necessária para guardar todos os materiais? Na maioria das vezes, será necessário fazer a compra de forma organizada, respeitando cada fase do projeto, justamente para ter um lugar adequado para armazenar todos os materiais. Além disso, é importante reforçar que materiais de acabamento são mais caros e sensíveis, logo, demandam um espaço definitivo para não ficarem “indo e voltando” na obra.

Sendo assim, na hora de criar a lista de materiais de construção, procure sempre revisá-la, prestando atenção nas quantidades indicadas para cada item.

Isto é: cada obra possui suas necessidades e particularidades, por isso, não há um padrão definido nas indicações que você irá fazer ao cliente.

A indicação é, portanto, tabelar o que pode ser tabelado e ter sempre uma calculadora por perto, a fim de saber corretamente a quantidade dos materiais necessários.

Além da quantidade e do espaço para guardar os materiais e produtos, também é fundamental pensar na logística de entrega desses itens. A rua da obra tem espaço para descarga? O caminhão vai conseguir parar e manobrar na rua? Pontos como esses são importantes para evitar dor de cabeça durante uma fase primordial para o projeto: recebimento de materiais e equipamentos.

Indique lojas de confiança

Loja de confiança para material de construção

E se a loja que você indicar para comprar os materiais — ou que você mesmo, como prestador de serviços, realizar as compras — não cumprir com seu próximo pedido?

É algo que pode abalar não apenas a relação da sua empresa com a loja, mas com o seu cliente (muitas vezes até mesmo mais de um).

Quando você criar uma lista, já tenha em mente em qual fornecedor de material de construção você vai buscar os itens.

Caso o cliente faça questão de comprar os materiais, explique o porquê de você confiar na loja, citando seus diferenciais.

Aqui, você já sabe: conte com comércios compromissados com suas necessidades e as de seus clientes, que ofereçam múltiplas marcas e contem com um amplo catálogo de produtos — perfeito para todos os bolsos.

Itens que não estarão na lista

Na composição de uma lista de materiais de construção que vai ser apresentada ao cliente, procure evitar a inclusão de alguns itens que não passam por seu crivo.

É o caso de ferramentas elétricas e manuais, como serras (tico-tico, circular, mármore, etc), furadeiras, britadeiras, betoneiras, pás, picaretas, enxadas, EPIs, entre outros.

Normalmente, é de responsabilidade do prestador de serviço (ou da empresa parceira que ele encontrar) disponibilizar tais itens.

Lista de material de construção: como saber a quantidade ideal?

Na hora de calcular a quantidade de itens para a lista de materiais de construção, muita atenção ao cálculo de cada produto para que não sobre e nem falte.

A dica aqui é dividir tudo por etapas (itens estruturais, de alvenaria, cobertura, etc).

Se você quiser tirar dúvidas com alguém experiente, indicamos acionar os profissionais experientes que você tem contato.

Desse modo, poderá ter ideia se a quantidade calculada é realmente correta — afinal, sabemos que a prática pode ser diferente do que a ponta do lápis diz.

Por exemplo, na compra de pisos e azulejos, é uma prática comum de mercado incluir um extra de 10% a 20% na quantidade de metros quadrados.

O motivo é porque são peças relativamente delicadas. Por isso, há uma taxa de quebra que pode complicar o andamento da operação.

Como estimar os gastos que meu cliente terá?

Para estimar o gastos que o seu cliente terá com a obra, você tem algumas saídas. A mais demorada é fazer os cálculos na mão, pesquisando os materiais um por um. Já a melhor é com o Orçamax, conhece?

A plataforma online da Obramax permite que você monte sua lista de materiais de construção do seu jeito: basta incluir os itens necessários e pronto!

A equipe de orçamentistas da Orçamax se encarrega de achar os produtos em estoque, indicando seu preço por unidade.

Depois, o contato é feito via e-mail e você poderá fazer a compra de toda lista de materiais de construção por e-commerce, recebendo os itens diretamente no endereço desejado.

Basta acessar o site da Orçamax, indicar para quem será o orçamento, listar os produtos (ou mesmo enviar uma foto ou planilha) e aguardar alguns instantes!

Que tal conhecer mais e aproveitar todo potencial da Orçamax, a melhor plataforma de orçamento online?

Lista de material de construção para abrir uma loja: como montar?

Para quem está querendo abrir uma loja, a lista de material de construção é um item indispensável — especialmente no controle de custos. O varejo exige muito do empreendedor (especialmente no quesito tributos), então balancear os gastos é essencial!

Para montar uma lista de material de construção completa para loja, você pode buscar o auxílio de profissionais experientes nesse tipo de obra.

Dependendo da loja, a dinâmica de obra é muito diferente de uma residência: por exemplo, com maior necessidade de vidros e esquadrias para as vitrines.

Além disso, uma loja pode necessitar de um estilo arquitetônico diferenciado (de modo a se diferenciar dos concorrentes).

É algo que, por si só, exige maior atenção aos custos e aos itens da lista de materiais.

E claro, lembre-se: lojas que fazem parte de franquias costumam ser totalmente diferentes, seguindo um padrão de construção determinado pela marca.

Em muitos casos, o próprio manual de franquia já oferece as exigências estruturais e construtivas que a sede a ser construída deve ter — muitas vezes nos mínimos detalhes.

Preste atenção nesses pontos antes de montar a lista de materiais de construção para loja.

Leia também: Fornecedor de materiais de construção: 7 dicas de como escolher

Conclusão

Ao longo deste conteúdo, você aprendeu de maneira aprofundada como montar uma lista de materiais de construção completa.

Esse é um verdadeiro documento que marca o pontapé inicial da obra — capaz de determinar seu sucesso ou sua falha.

Por isso, é essencial saber como criá-la, como calcular as qualidades dos itens, quais profissionais consultar, quais lojas confiar, entre outros aspectos.

Agora que você sabe, que tal colocar a mão na massa e melhorar a qualidade das listas que você cria para os seus clientes?

Esperamos que você tenha ótimos resultados e projetos incríveis para realizar!

Ficou interessado em aprender mais? Temos vários conteúdos do tipo aqui no Blog do Max, siga lendo!